Um rasto no coração.



Um rasto no coração.
É o que deixas em mim, quando te vejo a partir.
Um rasto no coração.
É o que guardo para que saibas voltar.
Um rasto no coração.
Que é renovado por cada vez que vens.
Um rasto no coração.
Não deixes que sejas apenas isso em mim, um rasto no coração.
Quero bem mais de ti,
não quero ser um rasto no teu coração, 
não quero que sejas rasto no meu coração,
quero que sejas o caminho, 
caminho pelo qual andarei de olhos no coração.
Um rasto no coração,
vem, dá-me a mão,
não sejamos rasto, meu coração.
                                            Ana Sofia Estevam

Anónimo –   – (1 de março de 2010 às 08:50)  

tão bonito...

Patricia  – (1 de março de 2010 às 10:07)  

Sou sincera, porque o livro surpreendeu-me :)
Não estava a espera que fosse tao bom, mas vais gostar decertza.
Chegas a uma certa parte, que ficas totalmente viciada *

Sissy  – (1 de março de 2010 às 10:28)  

Olá! Ainda bem que estás de volta?
Encontraste a luna? Obviamente, que não me vais oferecer o CD... Nem imaginas os sitios onde eu já fui... não encontro-o em lado nenhum...

Sissy  – (1 de março de 2010 às 12:44)  

Se fosse eu, não sei o que havia de fazer...

Uma cópia parece-me fantástica, foi aquilo que eu disse... tinha uma e perdi a com as mudanças de casa... :S

Agradecia-te imenso!

Beijos

Patricia  – (1 de março de 2010 às 13:16)  

Aserio? :o
quero muito entrar em criminologia, ainda tenho bastante tempo para me preparar, visto que a média nao é tao baixa quanto isso, mas é algo que quero. Estás em cientificos ou humanidades?
Beiijinho

Patricia  – (1 de março de 2010 às 13:35)  

A mim aconteceu que me inscrevi no curso de ciencias e correu mal, entao acabei por mudar para o de linguas e humanidades, perdi um ano, mas acho que esta a valer a pena :)

Maior sorte para ti também querida :)

Catherine  – (11 de março de 2010 às 11:38)  

pois, era mesmo bom que todos os homens lessem esta frase. :)

adorei o poema, já o li umas 5 vezes nos últimos minutos. :D

Catherine

Enviar um comentário

eu confesso que...

  © Blogger template Shush by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP