lição de vida




Sabias que a inocência vai embora,
enquanto a vida não demora,
fica nada para viver.
E quando olhas em teu redor,
todo o pequeno está maior,
está mais perto de morrer.


Perguntas as horas que passaram
e quantas pessoas desmaiaram,
cometendo o mesmo erro.
Quantas drogas consumiste,
quantos copos tu pediste,
em acto de desespero.


Pedes desculpa a chorar,
com vontade de gritar
que lamentas o sucedido.
Por seres louca o suficiente,
para ficares inconsciente,
e te expores a tal perigo.


Dás-te por vencida,
dizendo que estavas perdida,
e agiste sem pensar.
Caíste em armadilhas,
no país das maravilhas
ainda te custa acreditar.


Reconheces que foste enganada,
e que deste tudo sem receber nada,
como isso te faz sentir?
Como uma criança repreendida,
por uma asneira cometida,
com vontade de fugir.


Confundiste o sentimento,
recusando o salvamento,
de quem te queria ajudar.
Agora reconheces,
o perto que tiveste,
de não voltar a acordar.
                      Ana Sofia Estevam

Iúri Zúluri Revel Regueiro  – (4 de janeiro de 2010 às 02:15)  

no words..porra miuda..andas a escrever bem pa caraças...parabens...fiqei boqueaberto

Sissy  – (4 de janeiro de 2010 às 05:30)  

está escrito... odeio-te! porra... escreves demasiado bem! odeio-te! palavras lindas e fantásticas! tens mesmo jeito!

Enviar um comentário

eu confesso que...

  © Blogger template Shush by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP